sábado, 14 de maio de 2011

11/05/2011 - Palmeiras 2x0 Coritiba

Estádio do Pacaembu - Copa do Brasil


Clique aqui para a ficha técnica

Contra todas as expectativas fui ao jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil. Eu não esperava, talvez, uma reviravolta no resultado. Meu objetivo era comparecer, demonstrar apoio após uma atípica noite de extremos na semana anterior.

Desde o começo ficou clara qual a intenção do Palmeiras. Mesmo em faltas distantes, ficavam na defesa apenas os jogadores mais leves e baixos (João Vítor, Araújo, Gabriel), e todos os zagueiros subiam para tentar a jogada aérea. O toque de bola também foi bom, com Chico atuando como volante, e armando com Araújo e Lincoln. Este, no entanto, poderia ter se deslocado mais, assim como Wellington Paulista, que aparecia, mas sempre no mesmo lugar.

O time jogou com vontade. Claro que parecia tarde demais para correr atrás do prejuízo, mas o fato de fazê-lo foi muito valorizado pela torcida. Vimos três jogadores do Palmeiras voarem em cima da bola, logo após o reinício de jogo, com placar de 2x0, aos 25 do segundo tempo.

O Palmeiras conseguiu, ao menos, reduzir a pressão, aliar-se com uma parte da torcida que realmente se importa, e deixar um pouco menos melancólica sua saída da Copa do Brasil 2011.

Cabeça erguida!

"Quem ama o Palmeiras não fica em casa fazendo greve!"
Marcos, ídolo








segunda-feira, 2 de maio de 2011

01/05/2011 - Palmeiras 1(5)x(6)1 SCCP

Estádio do Pacaembu - Campeonato Paulista


Clique aqui para a ficha técnica

Por "justiça" e "merecimento" o Palmeiras teria ganho muitos outros campeonatos, e teria perdido outros tantos. Eu vi um time, de fato, jogando com garra e com vontade. Mas este foi o dia deles. Todos acompanharam o jogo. Não há nada mais a dizer.







24/04/2011 - Palmeiras 2x1 Mirassol

Estádio do Pacaembu - Campeonato Paulista


Clique aqui para a ficha técnica

O Palmeiras era o último dos grandes que tentaria garantir presença nas semifinais do Paulista, no Pacaembu, às 18:30 do domingo de Páscoa. Havia alguma pressão, já que todos os outros conseguiram passar, mesmo com alguma dificuldade.

O Palmeiras começou bem e parecia que vinha uma goleada. Valdívia fez um golaço de fora da área logo aos 10 minutos, admitindo depois que foi meio sem querer, que a bola tinha feito uma "curva estranha". Apesar de atacar muito (e perder MUITOS gols) o Palmeiras acabou levando o empate, em uma bobeada da defesa num escanteio aos 40 do primeiro tempo.

O nervosismo aumentou, e o Palmeiras continuava a perder gols. Apesar de ter boa apresentação, só o Luan perdeu quatro "gols feitos". No segundo tempo o time voltou bem, e Márcio Araújo aproveitou a sobra do cruzamento e marcou, também de fora da área. Eu cheguei a gritar para o Valdívia sair da frente para o tiro de Márcio. Outro belo gol, que garantiu o Palmeiras nas semifinais.