domingo, 16 de junho de 2019

27/02/2019 - Palmeiras 3x2 Ituano

Estádio Palestra Itália / Allianz Parque - Campeonato Paulista



No último teste antes da estreia da Libertadores, Felipão promoveu novas experiências que deram certo, e com grande volume de jogo o Palmeiras garantiu mais uma vitória - embora com alguns sustos. Após escanteio e boa cabeçada de Borja, o goleiro (ex-base nosso) fez a defesa e Ricardo Goulart surgiu para pegar o rebote e fazer seu primeiro gol pelo Palmeiras. Alguns minutos depois, Marcos Rocha teve que tentar duas vezes para acertar o cruzamento preciso na cabeça de Goulart, que finalizou firme para marcar seu segundo na partida.

O jogo foi para o intervalo sem maiores emoções, e pareceu que o segundo tempo seria igual - ainda mais depois que Borja, mais uma vez, perdeu chance incrível de gol. Logo depois, o juiz validou um gol impedido do Ituano, ligando todas as cornetas do estádio. Durou pouco: logo depois, após grande bate-rebate na área adversária, Goulart deixou Borja em condição de marcar que nem na pior fase ele erraria. Três a um.

Satisfeito, Felipão tirou Borja pra colocar Thiago Santos, recuando o time. Foi penalizado, pois ainda na casa dos vinte levamos mais um gol, após boa assistência de Corrêa (aquele). Não houve tempo para muito mais, e saímos com a vitória de qualquer forma.




12/02/1994 - Palmeiras 4x0 Portuguesa

Estádio Palestra Itália - Campeonato Paulista


Já mencionado aqui a partida contra a Portuguesa em 1993, quando meu tio levou a mim, meus irmãos e meu primo ao Pacaembu para ver a apresentação de gala, com todos o ataque marcando seus gols. Um ano depois, meu pai levou os três filhos ao Palestra para ver novamente a partida contra a Portuguesa, e a repetição do placar de quatro a zero foi uma grata surpresa. Resolvi postar esta partida porque ela não estava registrada - eu não tinha o ingresso, que foi enviado por um seguidor do Twitter. 

Em grande partida, Rincón participou de diversos lances e fez duas assistências. Edmundo marcou duas vezes no primeiro tempo, e Evair marcou os outros dois, sendo um de pênalti ainda na primeira etapa e outro no segundo tempo. Havia algumas notícias sobre racha no elenco, principalmente sobre uma briga entre Evair e Edmundo, e lembro do comentário de meu pai: "O Evair viu o Edmundo fazer dois gols, ficou com inveja e foi lá fazer outros dois". Salvo engano, foi a partida em que após o gol de pênalti Evair pulou sobre Edmundo e foi carregado, tentando eliminar os boatos de briga.


23/02/2019 - Palmeiras 0x0 Santos

Estádio Palestra Itália / Allianz Parque - Campeonato Paulista



Mais um clássico em casa no ano, e mais uma vez o resultado convincente esperado pela torcida não veio. A partida, que começou sob forte chuva, foi bastante movimentada e o goleiro adversário fez milagres, mas o placar não saiu do zero. Ainda há a "desculpa" de ritmo, de ajustes, de testes, mas ela rapidamente se esgotará - ainda mais se depender da (falta de) paciência da torcida. Borja perdeu um gol por displicência na finalização, nos últimos minutos do primeiro tempo, e no segundo teve uma bola tirada em cima da linha - mérito da defesa, mas a torcida caiu em cima do colombiano. Muita corneta também sobre a insistência com Moisés ao invés de Bruno Henrique, pelo meio.

A estreia da Libertadores se aproxima, e ainda parece haver muito a ajustar.




11/02/2019 - Palmeiras 2x0 Bragantino

Estádio do Pacaembu - Campeonato Paulista



Jogando no Pacaembu, o Palmeiras recebeu o Bragantino e levou a partida com tranquilidade (mesmo com a rotação do elenco) para garantir os três pontos. Em menos de dez minutos duas boas oportundiades, uma delas convertida por Dudu após excelente passe em profundidade de Moisés. Sem grandes emoções, o jogo correu e ainda no primeiro tempo Dudu, após boa jogada, serviu Borja que foi derrubado pelo goleiro: pênalti que Gustavo Scarpa converteu, dando números finais à partida.

O time voltou para o segundo tempo buscando aumentar a vantagem, mas depois dos primeiros quinze minutos o jogo ficou mais cadenciado, em ritmo de treino. Ainda assim, as melhores chances foram do Palmeiras, que perdeu gols incríveis com Filipe Pires e Borja. A torcida, claro, pegou no pé de ambos, mesmo com a vitória.








02/02/2019 - Palmeiras 0x1 ORCRIM

Estádio Palestra Itália / Allianz Parque - Campeonato Paulista



De volta ao Palestra pelo paulistinha depois da vergonha da final da edição anterior, a organização criminosa fez um gol logo de cara em um lance de bola parada. O que se viu a partir daí foi um massacre alviverde contra o ônibus estacionado na covarde meta adversária. Infelizmente funcionou, não conseguimos furar, atingimos a trave, a zaga, pecamos na finalização. As consequências foram ruins, claro, com a torcida elegendo seus culpados (principalmente Carlos Eduardo, pelas oportunidades perdidas, e Deyverson, pela expulsão após mais um descontrole e cusparada no inimigo) e se revoltando com mais uma derrota à escória dentro de casa. Nem parece que somos os atuais campeões brasileiros e o time com melhor prognóstico para a temporada. Uma tarde frustrante.







23/01/2019 - Palmeiras 1x0 Botafogo-SP

Estádio Palestra Itália / Allianz Parque - Campeonato Paulista




Um ponto negativo para o ano de 2019: não existe mais recibo físico emitido pelas catracas do Allianz Parque. Com o novo sistema de ingressos e a nova carteirinha do Avanti, acabou o simpático costume de colecionar ingressos. Agora apenas os prints dos comprovantes dos pedidos serão incluídos nos posts. Uma pena.

O Palmeiras empatara o primeiro jogo da temporada fora de casa, contra o Red Bull, e iniciava a campanha em seu estádio com uma vitória sobre o Botafogo, com gol de Deyverson ainda no primeiro tempo - Bruno Henrique perdeu um pênalti nos minutos finais, defendido com os pés pelo goleiro adversário.

Com o objetivo claro de ganhar ritmo, Felipão montou o time para fazer suas experiências no fraco campeonato paulista. Dudu marcou, mas fez falta e o gol foi corretamente anulado. Pouco depois, Deyverson marcou após rebote do goleiro. Felipão fez as mudanças e pôs algumas das novas caras do time para os testes - Carlos Eduardo e Zé Rafael foram a campo. Ao final do jogo, o pênalti pouco convincente foi desperdiçado por Bruno Henrique, mas o time fez o suficiente para sair com a vitória.

No intervalo o Palmeiras promoveu a apresentação de Ricardo Goulart, a grande contratação do ano, após longa novela. Ele deu uma volta pelo estádio e tirou selfies com os torcedores, fazendo uma boa festa ao lado dos mascotes.








sábado, 5 de janeiro de 2019

02/12/2018 - Palmeiras 3x2 Vitória

Estádio Palestra Italia / Allianz Parque - Campeonato Brasileiro



Se alguns palmeirenses saíram 'frustrados' do compromisso anterior (a goleada frente ao América-MG) por ter o título adiado, agora não havia mais dúvidas. O Palmeiras batera o Vasco com gol de Deyverson, fora de casa, sagrando-se decacampeão brasileiro com uma rodada de antecedência. O adversário desta tarde já estava matematicamente rebaixado, ou seja, um jogo festivo, da entrega da tala, de encerramento de mais uma campanha vitoriosa do Palmeiras, em que nem as (sempre presentes e que devem sempre ser mencionadas) interferências da arbitragem atrapalharam - ao menos não na conquista do Brasileiro.

Como não poderia deixar de ser, o início da partida foi morno, quase morto, sem grande itneresse de nenhum dos lados. A festa alviverde nas arquibancadas começara cedo, no entanto, com faixas que cobriram todos os setores (incluindo os superiores), fogos e cantos. O mosaico 3D, tal como na final da Copa do Brasil em 2015, trouxe desta vez Felipão e Moacir, da torcida organizada. Tocando bola e jogando com naturalidade, o Palmeiras chegou ao gol apenas aos 43 minutos do primeiro tempo: Dudu pegou a sobra e cruzou no segundo pau, para Dracena entrar e marcar de cabeça, comemorando com a torcida.

Com Deyverson em campo, para alegria da torcida, o Palmeiras manteve seu ritmo leve e chegou ao segundo gol novamente com o toque de bola - troca de passes pela direita, e Dudu passou para Gustavo Scarpa que, de fora da área, encheu o pé e contou com um desvio no caminho para matar o goleiro. O jogo parecia definido, e mesmo em marcha lenta o Palmeiras ainda criou boas chances, com Deyverson e Scarpa, mas não aproveitou. E num contra ataque, após falta de Luan sobre o zagueiro FORA DA ÁREA, o vagabundo do juiz assinalou o pênalti, sorrindo. O adversário diminuiu. Não era dia de revolta, de nervoso, mas não adianta. Mesmo em jogo festivo parece que fazem questão!

Logo após o gol Moisés rendeu Scarpa, e numa bobeada pela direita um atacante fez um belo giro dentro da área e venceu Weverton, empatando a partida. Água no chope? Havia ainda vinte minutos para o encerramento da temporada com chave de ouro, e com Guerra no lugar do cansado Lucas Lima o Palmeiras foi pra cima e criou diversas chances. Já depois dos 40, após jogada de Dudu, Guerra recebeu na entrada da área, enxergou Bruno Henrique e apenas rolou a bola para o companheiro, que meteu um golaço para cravar os 80 pontos e coroar a sensacional campanha alvi-verde no campeonato.

Palmeiras: Decacampeão brasileiro!